Novo estudo revela maior interação em anúncios de 6 segundos


À medida que o consumo de conteúdos de vídeo evolui, um novo estudo revela que anúncios curtos são cada vez mais eficazes.
Através de uma grande variedade de campanhas de vídeo, o estudo procurou determinar o impacto dos mesmos consoante a sua duração, quanto ao reconhecimento de marca (se os utilizadores se lembravam do conteúdo), à intenção de compra, entre outros.
Inicialmente, os anúncios de vídeo curtos eram principalmente eficazes para gerar reconhecimento e eram menos persuasivos do que aqueles de maior duração (comparação entre anúncios com duração até 30 segundos).

Hoje em dia, tanto os anúncios de vídeo curtos como os mais longos têm a capacidade de impactar as métricas em todo o funil de compra. Esta mudança pode ser atribuída ao aumento da popularidade de conteúdo de formato curto, também por meio das redes sociais como o Snapchat, Instagram e o Tik Tok, com os anunciantes simplesmente a comunicarem cada vez melhor com criativos adaptados para visualização em formato curto.
No ano de 2000, o tempo médio de atenção de uma pessoa era de 12 segundos, e em 2013 estudos apontavam para a marca dos 8 segundos. Os consumidores são constantemente “bombardeados” com estímulos, pelo que seja natural que exista a necessidade de cada vez mais filtrar toda essa informação, o que resulta num período de atenção disponível menor.

Com isto em consideração, mensagens de vídeo mais curtas estão a tornar-se mais eficazes e “menos cansativas” para os utilizadores, com anúncios de 6 segundos a revelarem-se mais memoráveis enquanto anúncios de 15 segundos são mais propensos a serem ignorados ou “passados à frente”.


Fonte: Social Media Today

Informações

Fica a par das nossas novidades

* = campo obrigatório

Proudly developed by TauTau Agency © 2020

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart